Wednesday, August 5, 2009

O que valem as palavras?

As únicas situações em que as palavras são usadas responsavelmente são as previstas pela lei (que ela própria está sujeita às variações da interpretação feita pelas pessoas que detêm poder para isso). Tudo o resto pode ser des-dito mais tarde sem pejuízos legais. O valor das palavras é sempre circunstancial, nunca é absoluto? De que adianta dizer que nos amam? O "sim" do casamento estabelece um contrato perante a lei, não é uma promessa nem garantia de qualquer forma de amor ou duração do amor. Só as e os incautos imaginam o contrário.

No comments: